Assine a Newsletter para receber conteúdos exclusivos

Como escolher anticoncepcional: métodos de barreira

Seja entre os métodos de barreira ou hormonais, não existe contraceptivo bom ou ruim – existe o que funciona pra você. O melhor anticoncepcional é diferente para cada pessoa, cada corpo e cada fase da vida. Por isso, é importante que o tema esteja sempre no seu radar, para garantir que sua escolha atual seja realmente aquela que vai te ajudar a evitar uma gravidez indesejada (y otras cositas más!) hoje.

A escolha que você fez no início da sua vida sexual não precisa te acompanhar pelo resto da vida (a não ser que você queira, claro!) e está mais do que permitido mudar.

Pensando nisso, preparamos um guia beeeem completo com todas as opções disponíveis no mercado, listando os prós e contras de cada uma para tornar a tarefa de escolher anticoncepcional um pouco mais fácil pra você. Como a lista é grande, dividimos o conteúdo em três grandes blocos: métodos de barreira, métodos hormonais e métodos naturais ou ligados ao estilo de vida.

Nesta conversa, falamos sobre escolher anticoncepcional via métodos de barreira. Aproveite para tomar notas e registrar todas as suas questões, que podem ser discutidas junto com sua médica ou médico de confiança e até mesmo seu parceiro, parceira ou parceire.

Métodos de barreira: o que são e por que escolher como anticoncepcional?

Como o nome já entrega, métodos de barreira são aqueles que protegem você de uma gravidez indesejada ao criar uma barreira física no seu organismo, seja impedindo o contato do sêmen com a vagina, seja impedindo a fecundação já na região do útero. Tudo isso sem hormônios!

Alguns desses tipos de anticoncepcional em forma de métodos de barreira ainda contam com a vantagem de servirem de proteção contra boa parte das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Alerta de amiga 1: mesmo que os métodos de barreira não sejam o melhor anticoncepcional para você, usar camisinha é fundamental – isso vale também para relações entre pessoas do mesmo sexo.

Alerta de amiga 2: nenhum anticoncepcional, nem mesmo os métodos de barreira, anula a necessidade de manter uma rotina de exames preventivos. Por exemplo, no caso do HPV e de infecções que causam feridas genitais, a transmissão pode acontecer mesmo com o uso do preservativo. Fique atenta!

Métodos de barreira que servem como anticoncepcional e previnem ISTs

preservativo masculino - camisinha

Preservativo masculino (camisinha masculina)

Efetividade como anticoncepcional: 97% (uso perfeito*) e 86% (uso típico**)

A clássica camisinha masculina é uma bainha fina que cobre o pênis, evitando que o sêmen entre em contato com o corpo. É descartável, geralmente feita de látex, poliuretano ou poliisopreno. Existe ainda uma variedade feita de intestino de cordeiro, mais cara e difícil de encontrar.

É o método de barreira mais comum e usado durante relações sexuais que envolvem pênis ou outros objetos fálicos.

  • Protege contra ISTs (exceto as feitas de intestino de cordeiro);
    • Ampla variedade de opções (tanto de material, facilitando a vida de quem é alérgica, como de texturas e sabores para quem curte experiências diferenciadas);
    • Fácil acesso (disponível em farmácias, supermercados, postos de gasolina, etc);
    • Distribuído gratuitamente pelo SUS em postos de saúde e locais de circulação pública.

      • Contras
          • Produto descartável e não reciclável (usou uma vez, acabou);

          • A versão mais comum, feita de látex, pode causar alergias ou irritações.

    * Uso perfeito: abrir a camisinha masculina com cuidado, sem usar os dentes (assim, evita o risco de furar o preservativo). Colocar o preservativo apenas quando o pênis já estiver ereto, desenrolando da cabeça até a base, sem esquecer de segurar a pontinha (aquela “sobrinha” de camisinha, sabe?) pra retirar o ar.
    ** Uso típico: abrir a embalagem com os dentes e colocar a camisinha sem cuidado, na pressa do tesão.

    preservativo interno - camisinha feminina

    Preservativo interno (camisinha feminina)

    Efetividade como anticoncepcional: 95% (uso perfeito*) e 79% (uso típico**)

    Os preservativos internos, conhecidos como camisinha feminina, são métodos de barreira em forma de bolsas de poliuretano sem látex, finas, flexíveis e sem hormônios. Sua estrutura é composta por dois anéis que formam um tubo com uma das extremidades fechadas, para evitar que os espermatozoides entrem no útero.

    Uma parte da camisinha é inserida no canal vaginal e a outra fica posicionada do lado de fora. Pode ser usada também no ânus.

      • Prós
          • Protege contra ISTs;

          • Mais autonomia para pessoas com vagina;

          • Pode ser colocado até 8h antes da relação sexual;

          • Boa opção para pessoas alérgicas aos preservativos com látex;

          • Se mantém no lugar com ou sem o pênis ereto.

    * Uso perfeito: segure a parte aberta da camisinha feminina com uma mão. Com a outra, faça um 8 apertando o centro da extremidade fechada. Depois, se agache ou dobre as pernas (tipo frango assado) e coloque o preservativo na vagina começando pela parte fechada. Lembre-se de deixar cerca de 3 cm do lado aberto pra fora. Use lubrificante!

    ** Uso típico: colocar a camisinha feminina sem deixar uma parte do material de fora, não verificar a embalagem antes de abrir, abrir com pouco cuidado e não inserir o preservativo com atenção.

     

    Métodos de barreira que servem como anticoncepcional, mas NÃO previnem ISTs

    Espermicida

    Efetividade como anticoncepcional (quando usado sozinho): até 82% (uso perfeito*) e até 80% (uso típico**)

    Disponível em várias concentrações e formas (líquida, espuma, geleia, creme e supositório), o espermicida é uma substância química que imobiliza e destrói os espermatozoides durante a relação sexual. Ele pode ser usado sozinho (direto no canal vaginal, próximo ao útero) ou combinado com um diafragma ou preservativo (mais recomendado).

    Espermicidas em forma de gel ou creme podem ser inseridos no canal vaginal a qualquer momento, desde que menos de uma hora antes da relação sexual. Já quando esses métodos de barreira vêm em outras formas (tablete, supositório, geleias, filme) devem ser inseridos com no mínimo 10 minutos de antecedência ao sexo – e no máximo uma hora.

    Atenção: a área com espermicida só pode ser lavada 6 horas depois do ato.

      • Prós
          • Livre de hormônios;

          • Mais autonomia para pessoas com vulva.

      • Contras
          • Não protege contra ISTs;

          • Baixa efetividade quando usado sozinho;

          • Pode causar irritações, reações alérgicas e infecção no trato urinário;

          • Apesar de ser fácil de aplicar, o uso perfeito desse método de barreira exige controle rígido dos horários de aplicação e limpeza.

    ‍* Uso perfeito: respeitar o tempo mínimo de 10 minutos e máximo de 1 hora para a aplicação do espermicida antes da relação sexual. Lavar a região apenas 6 horas após o ato.

    ** Uso típico: colocar o espermicida na hora que o tesão bater e já correr pro abraço.

     

    Métodos de barreira e outros tipos de anticoncepcional

    E aí, se interessou por algum dos métodos de barreira? Se sente mais confiante para escolher o melhor anticoncepcional para você? Se o match ainda não rolou, calma: tem mais dossiê com tudo que você precisa saber sobre métodos hormonais e os métodos naturais e/ou comportamentais para evitar a gravidez indesejada. Veja:

    Como escolher anticoncepcional: métodos hormonais

    Os contraceptivos hormonais previnem a gravidez ao impedir a ovulação ou ao promover o espessamento do muco cervical (dificultando a entrada do espermatozoide). Algumas opções combinam esses dois “modos de ataque”, e o mercado oferece soluções com fatores adicionais de proteção. Continue a leitura!

     

    Escolher anticoncepcional com ajuda de ginecologista

    Quer ter um papo descomplicado e sem preconceitos sobre como escolher o anticoncepcional que mais combina com você e com sua saúde? Fale com uma das médicas ou médicos ginecologistas da Oya!
    Agendamento fácil e serviço até 100% reembolsável pelo plano de saúde. Vem ver!!

COM APOIO CIENTÍFICO DE

Responda todas as suas dúvidas

Nossa equipe de ginecologistas especializados em fertilidade, ginecologia endócrina e sexualidade pode te ajudar

Conheça a Oya Care

Acreditamos que conhecimento é poder e esse é nosso espaço para falar sobre vários assuntos importantes para sua saúde, sua fertilidade e muito mais

Leia também

Implanon: tudo que você precisa saber

Vem que a Oya te explica o que é o Implanon, suas vantagens e desvantagens e os motivos que fazem dele um dos contraceptivos queridinhos das mulheres.

Conheça a Oya Care

Acreditamos que conhecimento é poder e esse é nosso espaço para falar sobre vários assuntos importantes para sua saúde, sua fertilidade e muito mais

plugins premium WordPress