Assine a Newsletter para receber conteúdos exclusivos

Como engravidar aos 40 anos? É seguro?

Só muito recentemente as mulheres começaram a sentir o gostinho de uma vida com mais liberdade. Só que construir uma carreira, viajar e estudar demanda tempo e dedicação, e nem sempre dá pra conciliar essas tarefas com a vontade de ter filhos. Pra quem opta por adiar a gravidez, ou adiou sem se dar conta, não é incomum surgir a dúvida: como engravidar aos 40 anos?

Ao contrário do que se imagina, essa é uma história cada vez mais frequente. Em dados mais recentes do IBGE (2021), a parcela de mães acima dos 30 anos chegou a 37%.

No Brasil e no mundo, mulheres vêm colocando outros desejos na frente da maternidade, mas não necessariamente querem abrir mão dessa etapa. A solução acaba sendo engravidar um pouco mais tarde. Mas quais são os efeitos?

A verdade é que você pode ficar tranquila: a gravidez aos 40 (ou mais!) não é impossível. Ainda assim, é preciso tomar cuidados especiais na hora de planejar ter um bebê nessa fase, e também se preparar (emocional e fisicamente). Quer saber como? A Oya te conta!

Quais são as chances de engravidar aos 40 anos?

Você talvez já tenha percebido, mas o número de mulheres que desejam engravidar depois dos 35 anos está crescendo. Além dos dados mais recentes IBGE, os números do SUS também apontam para isso. 

Nesse novo cenário, é comum se perguntar: dá mesmo pra engravidar aos 40 anos? E a resposta, infelizmente, não é definitiva: depende. Mas calma que a gente vai te explicar melhor o que impacta essa decisão.

Se você quer tentar engravidar naturalmente aos 40 anos…

Engravidar naturalmente não é um processo simples, ainda que pareça assim. Depois dos 40 anos, a nossa reserva ovariana já diminuiu bastante, o que reduz consideravelmente as chances de um bebê ser concebido de forma natural

A idade é o principal fator de infertilidade feminina. E, embora a maioria das mulheres só entre na menopausa aos 52 anos, um dos mitos da fertilidade é que é só a partir dessa idade que a fertilidade fica prejudicada. Na verdade, essa queda começa a acontecer cerca de 10 anos antes — ou seja, justamente na casa dos 40 anos, em geral.

Isso faz com que as chances de uma gravidez natural a partir dessa idade caiam bastante: ficam em torno de 5% a 10%. Depois dos 45 anos, engravidar de forma natural é ainda mais difícil: só cerca de 1% das mulheres consegue. 

Assim, não é que seja impossível: a gente sabe que a gravidez pode acontecer. Mas vale a pena se preparar emocionalmente pra esse processo e ter em mente que sim, vai ser mais difícil. 

Se você pode contar com ajuda médica para engravidar aos 40 anos…

Uma das opções para quem deseja engravidar aos 40 é buscar apoio e auxílio médico. Nesse cenário, as chances de uma gravidez bem-sucedida são bastante diferentes, e, em geral, maiores. Olha só:

  • Se você tem menos de 40 anos, mas já sabe que só pretende engravidar no futuro, o congelamento de óvulos aumenta as chances de uma gravidez saudável.
  • Se você já tem 40 anos e óvulos ainda viáveis, pode iniciar tratamentos para engravidar, como aqueles que ajudam a estimular essa produção ovariana e aumentam as suas chances — foi isso que deu um empurrãozinho para a atriz Claudia Raia ficar grávida aos 55 anos;
  • Se você já tem 40 anos e sua reserva ovariana está baixa, pode contar com opções como a fertilização in vitro, que utiliza óvulos ainda viáveis ou pode acontecer através de ovodoação, com gametas de doadoras.

Ou seja: a tecnologia pode até não rejuvenescer os nossos óvulos, mas ela tem aplicações na saúde feminina que tornam a gravidez possível e, em geral, mais fácil. Engravidar com óvulos congelados é uma delas — e dá tudo certo em cerca de 30% a 60% dos casos

Se eu quiser engravidar aos 40, preciso de tratamento?

Não necessariamente! A gravidez aos 40 anos também pode acontecer de forma natural. Mas esses casos não são tão comuns assim, e alguns tratamentos podem te ajudar a conceber com mais facilidade

Olha só as suas opções: 

Você pode apostar em nutrientes específicos

A gente — e a ciência! — não cansa de dizer: uma dieta equilibrada faz milagres pela nossa fertilidade. E isso não tem nada a ver com magreza ou com passar perrengues nutricionais; muito pelo contrário!

Alguns estudos mostram que o zinco, por exemplo, tem um papel importante na ovulação, no desenvolvimento sexual e no ciclo menstrual. Você pode encontrá-lo em carnes vermelhas, cereais fortificados e alguns frutos do mar.

O folato, por sua vez, é importante para a qualidade e maturação dos óvulos, implantação do embrião, crescimento fetal e desenvolvimento dos órgãos do bebê. Então vale investir em folhas verdes, frutas, leguminosas, ovo e carne.

Já o ferro aparece em pesquisas como um fator que reduz em até 40% os riscos de infertilidade. E ele está presente na carne vermelha, na beterraba, nos cereais, no feijão, no espinafre… E olha só: a vitamina C ajuda a aumentar a absorção do ferro no organismo!

E, além dessa alimentação mais equilibrada, você pode complementar os seus nutrientes com uma suplementação nutricional. Mas, ei: nada de fazer isso sozinha! Procure a orientação de um nutricionista pra garantir que tá tudo certo.

Ou começar um tratamento medicamentoso

Os tratamentos medicamentosos pra aumentar as chances de engravidar acontecem, em geral, com mulheres que optaram pelo congelamento de óvulos e pela fertilização in vitro (FIV). 

Neles, um/a ginecologista administra um ou mais hormônios, que estimulam a produção ovariana. Evidentemente, esses tratamentos não podem ser feitos de forma autônoma, e são parte de um processo mais longo, que deve ser acompanhado de perto por um profissional.

Engravidar aos 40 anos é perigoso?

A gente é contra o terrorismo que cerca a gravidez tardia, mas não dá pra negar: sim, engravidar aos 40 é um pouco mais perigoso. Alguns estudos recentes indicam que 77,7% das mulheres acima de 35 anos podem sofrer alguma complicação durante a gestação. 

Para a pessoa que vai gestar a criança, os riscos estão ligados a problemas de saúde comuns da gravidez, mas que se tornam mais graves com a idade. O maior exemplo é o aumento da pressão arterial (também chamada de “pré-eclâmpsia”), que pode evoluir pra inchaços e, em casos graves, convulsões. 

Outro caso de risco à saúde da pessoa grávida é o aumento de até 6 vezes na incidência de diabetes gestacional. Por fim, há uma maior probabilidade de partos prematuros.

Para os bebês, os riscos estão relacionados a malformações e ao surgimento de trissomias, como a Síndrome de Down e outras, mais graves. 

É claro que engravidar aos 40 anos não é uma sentença de complicações gestacionais. Pode ser que a gestação aconteça tranquilamente. Ainda assim, se essa é a sua situação (ou o seu plano), é fundamental ter acompanhamento médico adequado para se prevenir de eventuais problemas.

@oya.care

O aconselhamento de vida fértil tem um papel super importante no plano de vida, porque te ajuda a entender onde você está na sua linha do tempo da fertilidade, além de oferecer outros insights sobre riscos de menopausa precoce e síndrome do ovário policístico. Que tal ganhar autonomia e poder transformar sua relação com seu corpo e até mesmo com seu futuro? Agende a sua Descoberta da Fertilidade pelo link da bio!

♬ LoFi(860862) – skollbeats

Decidi engravidar com 40 anos. Por onde eu começo?

Se você já decidiu que só quer engravidar a partir dos 40 anos, é hora de começar a entender o que você pode fazer pra tornar esse processo mais seguro. O seu passo a passo vai depender da sua idade atual, mas a gente te ajuda a entender melhor como prosseguir. Olha só:

Tenho menos de 40 anos, mas não quero engravidar agora

Especialmente se ainda falta um pouco pra chegar aos 40, a gente recomenda uma investigação para entender se você precisa congelar os seus óvulos ou não. Essa é a forma mais segura de garantir que você vai conseguir ter um maior número de óvulos saudáveis disponíveis quando realmente chegar a hora de engravidar.

Lembra o que a gente explicou sobre a reserva ovariana? Então. Ela começa a diminuir a partir dos 30 anos. Quanto mais cedo você congelar os óvulos, maiores as chances de eles serem saudáveis e viáveis, e, portanto, de você conseguir gestar com segurança lá na frente.

Depois de pesquisar mais sobre o congelamento, você precisa conversar com um profissional de ginecologia pra entender qual método contraceptivo você vai usar até decidir engravidar. Isso também faz diferença, além de evitar uma gravidez indesejada. Nessa etapa, você pode contar com a Jornada da Contracepção da Oya.

Tenho 40 anos ou mais e quero engravidar

Se você já chegou (ou passou!) dos 40, não tem porque achar que não pode mais engravidar. O primeiro passo pra tornar esse desejo possível é entender como está sua reserva ovariana e quais caminhos são possíveis a partir daí.

Pra isso, você precisa contar com o acompanhamento de um/a ginecologista. Afinal, talvez seja necessário fazer alguns exames pra entender como anda a sua fertilidade, além de explorar opções mais abrangentes do que a gravidez natural. 

Independentemente da sua idade, uma coisa é certa: entender como está a sua fertilidade e quais são as suas opções é fundamental pra uma tomada de decisão consciente. Por isso mesmo, a Oya construiu a Descoberta da Fertilidade.

Nesse processo, a gente te ajuda a entender como está a sua reserva ovariana e a descobrir quando você deve chegar na menopausa e até quando uma gravidez natural é segura. Mais do que congelamento de óvulos, a gente te oferece um cuidado integral e acolhedor, online e até 100% reembolsável pelo plano de saúde. 

Lembre-se: a sua saúde é sua! E a decisão de quando ser mãe, também. Mas você não precisa lidar com tudo isso sozinha. Vamos juntas?

ESCRITO POR

COM APOIO CIENTÍFICO DE

Responda todas as suas dúvidas

Nossa equipe de ginecologistas especializados em fertilidade, ginecologia endócrina e sexualidade pode te ajudar

Conheça a Oya Care

Acreditamos que conhecimento é poder e esse é nosso espaço para falar sobre vários assuntos importantes para sua saúde, sua fertilidade e muito mais

Leia também

Conheça a Oya Care

Acreditamos que conhecimento é poder e esse é nosso espaço para falar sobre vários assuntos importantes para sua saúde, sua fertilidade e muito mais