Agendamento de sexo: como marcar de transar para engravidar?

Seja o grande volume de trabalho, os filhos ou a rotina, é fato que a nossa vida sexual muda depois de algum tempo em um relacionamento. Para contornar esse problema, cada vez mais casais estão aderindo a uma nova prática: o agendamento de sexo.

Ao contrário do que parece, esse método não quer transformar o sexo em apenas mais um compromisso na sua agenda. Na verdade, o objetivo é estimular a criação de um momento íntimo para o casal, que pode se reconectar e aproveitar a companhia um do outro.

Outra vantagem interessante é aumentar as chances de uma gravidez. Afinal, é possível marcar de transar ao longo do período fértil, desde que haja um acompanhamento do ciclo menstrual. 

Ficou interessada? A Oya te conta tudo o que você precisa saber sobre o agendamento de sexo e ainda te dá 6 dicas pra marcar de transar (pra engravidar ou não!). Confira!

Como funciona o agendamento de sexo?

O agendamento de sexo funciona exatamente como o seu nome indica: com base em um acordo comum do casal para que a transa aconteça em um dia específico. A ideia, porém, não é que a prática seja rígida, mas apenas um exercício de priorização que pode ser muito estimulante.

Com a rotina apertada, não é incomum que casais acabem tendo menos tempo a dois. O agendamento do sexo é uma maneira de incluir no cotidiano pelo menos algumas horinhas dedicadas integralmente ao outro — seja em um jantar bacana, em um cineminha ou em um passeio diferente. O ponto é fazer com que seja criado um momento de intimidade entre as duas pessoas, o que aumenta as chances de que uma relação sexual aconteça.

Para quem está tentando engravidar, o agendamento de sexo pode ser ainda mais importante. Afinal, a gravidez acontece em uma fase do ciclo menstrual específica — a ovulação, quando rola o período fértil —, e levá-la em consideração ajuda as tentantes a engravidar mais rápido.

Por que marcar de transar? Funciona mesmo?

Em relacionamentos mais longos, a vida sexual tende a diminuir. Embora isso seja natural — afinal, o início do namoro conta com a famosa “fase de lua de mel”, em que parece impossível tirar as mãos da outra pessoa —, também pode ser uma fonte de conflitos dentro do relacionamento. 

Essa dinâmica passa a acontecer porque a nossa forma de sentir desejo muda: no início de um namoro, é comum que tenhamos o chamado desejo espontâneo, isto é, uma capacidade natural de ficar excitado diante do outro. Depois de um tempo, porém, ele se transforma no desejo responsivo, a partir do qual nós passamos a responder a certos estímulos físicos, para só então sentirmos tesão. 

Nesse sentido, é fundamental conhecermos o nosso próprio corpo e entendermos o que nos faz ficar mais excitadas. Mas criar um ambiente sedutor, em que a prática do sexo é uma expectativa, também é fundamental: desse jeito, ficamos mais dispostas a responder aos estímulos — e a outra pessoa também.

E sim: o sexo agendado funciona mesmo. Desde que feito com respeito ao desejo de ambas as pessoas e visto como uma oportunidade de conexão, estudos apontam que ele pode ser uma maneira eficaz de recuperar o tesão perdido. Além disso, aumenta as chances de engravidar porque possibilita que as relações aconteçam durante o período fértil.

Mas e a espontaneidade? 

Se você chegou até aqui e não conseguiu parar de pensar que um sexo agendado não é tão bom porque não é espontâneo, pode ficar tranquila: um estudo publicado no The Journal of Sex Research mostrou que o nível de satisfação entre casais que marcam de transar é o mesmo daqueles que não marcam.

A espontaneidade costuma ser pensada como um fator fundamental para uma relação sexual prazerosa, mas isso não é necessariamente verdade. É claro que transar quando a gente não espera pode ser delicioso, mas construir esses momentos com antecedência também podem fazer muito pela saúde sexual do casal e pelo relacionamento como um todo.

Além disso, vale a pena reforçar os benefícios para as tentantes: nem sempre a situação ideal vai aparecer durante o período fértil. Então por que não construí-la com ajuda da outra pessoa, tendo essas datas em mente?

Confira 6 dicas para marcar de transar (para engravidar ou não!)

O agendamento de sexo é superimportante para quem deseja engravidar, mas também pode ser uma prática adotada pelos casais que querem melhorar a sua vida sexual. Nesse sentido, é válido para todos os tipos de relacionamento.

Abaixo, você confere 6 dicas essenciais para marcar de transar — pra engravidar, ou não!

1. Libere a agenda

Para que o agendamento de sexo seja eficaz, é preciso ter tempo de verdade para se dedicar à outra pessoa. Por isso, libere a agenda de compromissos e escolha um dia em que você sabe que pode ficar livre de fato, sem se preocupar com e-mails e ligações.

É claro que emergências acontecem, e o agendamento de sexo não deve ser rígido e imutável. No entanto, é fundamental que ele seja uma prioridade. Caso contrário, pode ser que esse momento nunca chegue de fato, né?

2. Planeje um encontro completo

Marcar de transar pode parecer uma prática um pouco mecânica para alguns casais. Se esse for o seu caso, por que não planejar um encontro mais completo? 

Desde um jantar especial ou um passeio diferente até o momento da relação sexual em si, você e a sua companhia podem construir um ambiente mais íntimo e agradável, que termina em sexo, mas não gira em torno dele.

Mas atenção: se engravidar não é o seu objetivo, lembre-se da camisinha!

3. Preliminares importam

Quando falamos em preliminares, não queremos dizer apenas o sexo oral e outras brincadeirinhas que antecedem a penetração — afinal, elas também são consideradas sexo. Nesses casos, fazemos referência a práticas mais provocativas, que ajudam a criar esse ambiente de intimidade e tesão.

Um exemplo são mensagens apimentadas ao longo do dia, para lembrar a outra pessoa do encontro de mais tarde e deixá-la mais ansiosa. Outra possibilidade é o uso de lingeries diferentes, que te façam sentir mais sexy.

Invista também na construção de um ambiente que te ajude a entrar no clima, como iluminação indireta, playlist sugestiva (lá no nosso Spotify temos várias sugestões!), velas, óleos essenciais e outros aromas que te inspiram, roupa de cama limpinha e por aí vai.

4. Se sentir segura, também

Por falar em roupas mais sexy, não se esqueça que se sentir segura e confiante também é fundamental pra que o agendamento de sexo faça sentido. Para quem está tentando engravidar, é natural que isso aconteça no período fértil, o que torna a prática ainda mais prazerosa.

Mas, se esse não é o seu caso, você também pode apostar em outras coisas. Um exemplo é usar uma roupa que te faça sentir confortável e sedutora. Caso a depilação seja algo que te incomoda durante o sexo, vale a pena garantir que ela também não será um problema. E, se você quer tentar algo diferente, conversar com a outra pessoa pode te ajudar a se sentir pronta.

5. Comunicação é fundamental

Não adianta marcar de transar se você e a sua companhia estão indo para esse encontro com expectativas diferentes, né? Daí a importância de conversar muito com a outra pessoa, para garantir que vocês sabem o que o outro espera daquele momento a dois.

Pode ser que uma das partes do casal queira algo mais romântico, ou um pouco mais picante. Pode ser também que um de vocês queira tentar uma fantasia nova, ou esteja um pouco inseguro, ou tenha algo que prefere não fazer daquela vez. O importante mesmo é saber expressar isso e encontrar um meio-termo com a outra pessoa, pra que todo mundo se divirta.

6. Tente coisas novas

O agendamento de sexo não precisa ser chato, nem mecânico. E uma maneira de fazer isso acontecer é tentando coisas diferentes, que podem ser excitantes pra você e pra outra pessoa. Lembre-se: a ideia é criar um ambiente de intimidade, e, pra isso, você pode contar com vááárias técnicas.

Posições novas, diferentes vibradores e brinquedinhos sexuais, danças, dinâmicas diferentes… A lista é, realmente, imensa. Mas o agendamento de sexo é uma oportunidade de parar e pensar se existe alguma coisa que você quer tentar, o que ajuda a aumentar o nosso autoconhecimento quando o assunto é prazer.

Como o agendamento de sexo ajuda a minha fertilidade?

O agendamento de sexo não é uma forma de melhorar a fertilidade, nem de impedir a infertilidade feminina. No entanto, ele pode ser uma ferramenta que auxilia a saúde sexual e mantém a intimidade entre casais, mesmo quando falamos de relacionamentos mais longos. Isso implica uma melhora na saúde como um todo.

Se você está tentando engravidar, mas não tá rolando, marcar de transar não vai fazer a diferença: só tendo um acompanhamento ginecológico é possível entender o que pode estar acontecendo. Mas, se você quer melhorar a sua vida sexual como um todo, pode ser que faça.

Para investigar de verdade a sua fertilidade, a melhor opção é contar com a Descoberta da Fertilidade, da Oya. Nela, a partir do exame AMH, você entende:

  • Se vai chegar na menopausa antes da média de idade brasileira;
  • Até que idade é seguro planejar uma gravidez natural;
  • Se faz sentido pensar em congelamento de óvulos;
  • Se precisa passar por algum tratamento de reprodução assistida.

Com a Descoberta da Fertilidade, você tem acolhimento e segurança para tomar decisões, além de poder tirar todas as suas dúvidas com uma equipe especializada e preparada para te receber. Vamos juntas?

ESCRITO POR

COM APOIO CIENTÍFICO DE

Responda todas as suas dúvidas

Nossa equipe de ginecologistas especializados em fertilidade, ginecologia endócrina e sexualidade pode te ajudar

Conheça a Oya Care

Acreditamos que conhecimento é poder e esse é nosso espaço para falar sobre vários assuntos importantes para sua saúde, sua fertilidade e muito mais

Leia também

Como escolher o vibrador perfeito?

A primeira clínica virtual de saúde feminina do Brasil te ajuda a escolher o modelo de vibrador perfeito para te ajudar na jornada do amor próprio.

Conheça a Oya Care

Acreditamos que conhecimento é poder e esse é nosso espaço para falar sobre vários assuntos importantes para sua saúde, sua fertilidade e muito mais